05/08/2016

1 BRT, Calçadão e Reciclagem fazem de Curitiba a cidade mais inovadora do mundo, diz The Guardian

Publicação britânica é enfática ao dizer que cidades só evoluem se derem preferência a transporte público e pessoas no espaço urbano. E exaltou um exemplo para os planejadores: “agir agora, ajustar depois”.

BRT, Calçadão e Reciclagem fazem de Curitiba a cidade mais inovadora do mundo, diz The Guardian.

Publicação britânica é enfática ao dizer que cidades só evoluem se derem preferência a transporte público e pessoas no espaço urbano. E exaltou um exemplo para os planejadores: “agir agora, ajustar depois”.

Uma cidade só pode ser considerada inovadora e com capacidade de evoluir, se privilegiar no seu espaço, o transporte coletivo e a circulação de pedestres. E os seus gestores devem ter coragem de inovar, mesmo enfrentando críticas dos setores mais conservadores. É a filosofia do “agir agora, ajustar depois”, que não significa falta de planejamento ou inconsequência, mas sair dos discursos apenas.

É o que mostra o jornal britânico The Guardian em uma série especial sobre a história das cidades.
Em relação ao Brasil, a publicação no dia 6 de maio de 2016, exaltou Curitiba, dizendo que seu exemplo histórico a torna “ a capital verde, a cidade mais inovadora do mundo”, diferentemente do “elefante branco” que se tornou Brasília do ponto de vista urbanístico – ver aqui

Uma das diferenças apontadas pela publicação internacional, é que enquanto Brasília criou setores ou as áreas segregadas, Curitiba foi concebida de forma integrada, para atender a todas as demandas: trabalho, mobilidade e lazer.

111

Uma das diferenças apontadas pela publicação internacional, é que enquanto Brasília criou setores ou as áreas segregadas, Curitiba foi concebida de forma integrada, para atender a todas as demandas: trabalho, mobilidade e lazer.